terça-feira, 24 de julho de 2012

Popó Porcino é solto após ação da Polícia

Sheila Freitas e da equiepe da Deicor
O filho do empresário Porcino Júnior, Porcino Fernandes da Costa Segundo, conhecido como Popó Porcino, está livre. O jovem de 19 anos, sequestrado no dia 16 de junho após vaquejada no município de Ceará-Mirim, foi resgatado por policiais civis da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor) na praia de Pitangui.

Informações preliminares dão conta de que a Polícia Civil teria descoberto o local do cativeiro e armado a liberação do jovem. Durante a aproximação dos policiais, os criminosos teriam atirado contra os agentes, que responderam. Durante a troca de tiros um do bandido foi morto. Nenhum dos policiais foi baleado e Popó Porcino também não sofreu ferimentos.

Até o momento, há a confirmação sobre a prisão de quatro suspeitos de participação nos crimes. Outro suspeito que foi baleado foi levado ao hospital Santa Catarina e a direção da unidade não confirma o estado do saúde.

Ainda não há detalhes sobre a operação, mas informações preliminares também apontam para a prisão de outros membros da quadrilha em Parnamirim. Os membros do bando são da Paraíba, mas os detalhes sobre o caso serão conhecidos às 16h desta terça-feira (24), quando haverá uma entrevista coletiva onde será detalhada a ação da Deicor e do serviço de inteligência da Secretaria Estadual de Segurança e Defesa Civil (Sesed).

Material apreendido com os sequestradores

Sequestradores revezavam cativeiro de Popó Porcino entre Parnamirim e Pitangui.
José Orlando Evangelista, Bruna de
Pinho Landim e Palo Victor Lopes Monteiro

Os sequestradores de Popó Porcino faziam o revezamento do local do cativeiro do jovem para despistar a polícia. Durante a ação da Polícia Civil e serviço de inteligência da Sesed, nesta terça-feira (27), os dois locais que serviram para abrigar a quadrilha e o jovem por 37 dias foram descobertos, junto a armas e munição.

Casa ficava na entrada da praia de
Pitangui, em local movimentado.
O cativeiro de Pitangui ficava logo na entrada da praia. Uma pequena casa vermelha era onde ficava o jovem e também a maior parte dos sequestradores. No local, a polícia encontrou uma metralhadora e uma pistola, que foram usadas no momento em que os policiais chegaram para libertar o jovem. Lá, a polícia matou um dos membros do bando e prendeu outros dois homens e uma mulher.

Já a casa de Parnamirim ficava no distrito de Japecanga. Era outro ponto onde os sequestradores levavam o jovem. No local também foram encontradas roupas e documentos que comprovam a utilização do ponto como cativeiro. A ação dos policiais ocorreu de forma simultânea porque não havia a confirmação de onde o grupo e Popó Porcino estavam.

Durante a ação da polícia, dois homens e duas mulheres foram presos em Pitangui, enquanto outro criminoso foi morto durante o confronto. Popó Porcino já está com a família e não teve ferimentos.

Durante troca de tiros entre sequestradores e policiais, um dos bandidos acabou morrendo

Crianças também ficavam na casa que servia de cativeiro para Popó Porcino

A informação inicial é que 5 pessoas foram
presas, mas que a quadrilha tinha 9 integrantes.
Os moradores de Pitangui não desconfiavam que a casa onde a polícia encontrou o filho do empresário Porcino Júnior, Porcino Segundo, servia como cativeiro. Assustados com a ação da Polícia Civil e do serviço de inteligência da Sesed nesta terça-feira (24), os nativos da praia disseram que tudo indicava que a casa era de uma família normal.

Segundo relatos de pessoas que preferiram manter a identidade sob sigilo, era comum que várias crianças estivessem brincando no local. Ainda de acordo com informações dos populares, no sábado (21) houve um churrasco na residência, onde até uma piscina de plástico foi utilizada para entreter as crianças que brincavam na residência.

"Nunca vimos nada de estranho. Quem nós mais notávamos era uma mulher loira alta, bonita, que tinha uma tatuagem nas costas. Ela costumava ir ao mercado para comprar coisas do dia a dia e, no domingo passado, comprou lagosta para um almoço", disse um dos moradores.

O sequestro de Popó Porcino ocorreu no dia 17 de junho e o jovem de 19 anos só foi libertado hoje. A informação inicial é que cinco pessoas foram presas, mas que a quadrilha teria nove pessoas, sendo sete homens e duas mulheres.

Família publica foto comemorando a volta de Popó Porcino para casa

Fonte: Tribuna da Tarde
Foto: Degepol, Blog do BG, GTO Mossoró e Aldair Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares