sábado, 30 de março de 2013

Uso do capacete salva vidas

O aumento da frota de motocicletas trouxe uma consequência trágica para as ruas do país, o crescimento dos acidentes e mortes envolvendo motociclistas. “O capacete é o equipamento para condutores e passageiros de motocicletas e similares que, quando utilizado corretamente, minimiza os efeitos causados por impacto contra a cabeça do usuário em um eventual acidente”, afirma Elaine Sizilo, pedagoga, especialista em trânsito.

Estudos efetuados para avaliar a eficácia do uso de capacetes, demonstraram que, o seu uso pode prevenir cerca de 69% dos traumatismos crânio-encefálicos e 65% dos traumatismos da face. O capacete protege o usuário desde que utilizado corretamente, ou seja, afivelado, com todos os seus acessórios e complementos. “É importante verificar se o capacete apresenta o selo do Inmetro, pois esta é a garantia de que este capacete foi testado de acordo com as normas estabelecidas por um organismo de certificação competente”, lembra Sizilo. Ainda segundo a especialista, a recomendação é utilizar somente os chamados capacetes “fechados”, que protegem toda a cabeça.
 
Quem não usa o capacete, além de estar colocando a própria vida em risco, comete uma infração gravíssima, com multa de R$ 191,54 e suspensão direta do direito de dirigir.

Viseira
As viseiras fazem parte do capacete e protegem os olhos e parte da face contra impactos de chuva, poeira, insetos, sujeira e detritos jogados ou levantados por outros veículos. Em velocidade, o impacto de um pequeno objeto causa um grande estrago se o piloto não estiver suficientemente protegido.
 
Os óculos comuns não proporcionam uma proteção adequada, pois são facilmente arrancados em caso de colisão e até pelo vento, se o piloto girar a cabeça. Além disso, mantém muito exposta uma boa parte da face e não impedem o lacrimejamento causado pelo excesso de vento. Portanto, o equipamento adequado para capacetes sem viseira é o óculos de proteção, desenvolvido especialmente para esta finalidade.

Transitar sem viseira ou óculos de proteção (ou com a viseira levantada) também é infração de trânsito gravíssima, com multa de R$ 191,54 e suspensão direta do direito de dirigir.

GTO do 10º BPM RECUPERA DUAS MOTOS FURTADAS EM CAMPO GRANDE

O GTO do 10º BPM recuperou duas motocicletas que tinham sido furtadas na cidade de Campo Grande, médio-oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com os Militares, os veículos estavam próximo a comunidade rural do Cabeça de Boi e ninguém soube dizer quem as teriam levadas para o local. Uma das motocicletas foi furtada em frente ao Clube Arco Verde, de um cidadão de Paraú e entregue hoje mesmo a ele. As investigações irão continuar, no intuito de prender os bandidos que estão roubando os veículo e já existe a suspeita.

Fonte: GTO Assu

sexta-feira, 29 de março de 2013

Dirigir sem habilitação é crime

Jovem dirigindo sem habilitação, sem passar por uma autoescola, é uma situação, infelizmente, muito comum em nosso país. As desculpas são muitas, a cultura do nosso povo, adquirir prática antes de pegar o carro, enfim, nada disso mais faz sentido com tanta informação como temos nos dias de hoje.

A autoescola, não só a parte prática, mas todo o processo, não está aí à toa. Ela tem a sua importância, pois muitas vezes é a única oportunidade que muitos de nós temos de ter contato com educação para o trânsito. Talvez nunca mais a pessoa passe por esta experiência. De acordo com entrevista do especialista Celso Alves Mariano, “quem faz um bom curso de primeira habilitação adquire uma visão crítica do mundo do trânsito e tende a participar dele não apenas como condutor, mas como cidadão, contaminando as outras pessoas com os conceitos de respeito e bom senso na utilização deste bem público”.

Estas pessoas que estão aí, testando seus carros e suas habilidades pelas ruas, sem passar pelo treinamento legal, não tem noção da dimensão e dos riscos que correm por praticar este ato criminoso. Sim, este é um ato criminoso.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir sem habilitação é crime e atenção pais, entregar o veículo a pessoa não habilitada também é e pode levar à prisão.

Para mim, certamente não é só isso que importa. A multa, a prisão, são os menores problemas que podem ocorrer com este cidadão infrator. O meu grande temor são as vidas que se colocam em risco, não só a do próprio condutor, mas a de tantos outros que participam do trânsito.

Quantos acidentes lemos nos noticiários, causados por jovens sem habilitação? Isto tem uma explicação. Segundo a psicóloga Nereide Tolentino, “o jovem que dirige – mesmo o que tem habilitação- pelas próprias características inerentes a idade, potencializa o perigo, por exemplo, da velocidade, que para eles é o símbolo da liberdade. Em relação aos acidentes, também é inerente a idade o pensamento de que isso não vai acontecer comigo, por isso o jovem tende a minimizar os riscos que corre”.

Ainda segundo a psicóloga “a carteira de habilitação tem este nome- de habilitação- e não de registro, ou qualquer outro, porque atesta que o indivíduo desenvolveu habilidades para operar uma máquina e que não é fácil desenvolvê-las. Não é a máquina que é difícil, dirigir no trânsito cujas interferências são muito grandes, exige uma maturidade neurológica de percepção, de reação e de emergência que é o que falta no condutor inexperiente”.

Quanto à conivência dos pais com tal atitude, Nereide é enfática. “O pai que é parceiro do filho que pega o carro sem habilitação está sendo coadjuvante num acidente, e até numa morte. Às vezes o menor nem é pego pela fiscalização, mas o pai o expôs a um risco, e infelizmente, este é um caminho que pode não ter volta”.

Não me iludo que as pessoas que cometem tal infração mudem seu comportamento ao ler este texto, mas a minha consciência não permite assistir a tudo isso e ficar calada. Até o próximo post!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Veículo Van é assaltado entre Paraú e Assu.

Cerca de quatro bandidos assaltaram uma van que faz transporte de passageiros na madrugada de hoje (27/03) entre as cidades de Paraú e Assú, médio-oeste potiguar.

De acordo com informações da Polícia Militar, quatro elementos em um veículo Fox vermelho emparelharam com a van e fizeram o motorista parar. Logo após dois bandidos entraram na van e sequestraram as vítimas até a entrada da cidade de Upanema e fizeram um verdadeiro arrastão. Ainda de acordo com a PM, os bandidos fugiram em direção a Upanema enquanto que as vítimas se dirigiram até o 10º BPM para informar o ocorrido. Viaturas estão nesse momento tentando localizar alguma pista sobre o bando, que estavam armados de calibre 12, revolver e pistola.

As investigações ficarão por conta do Delegado de Campo Grande e sua equipe.

Fonte: GTO Assu

terça-feira, 26 de março de 2013

Briga entre taxistas termina em tentativa de homicídio

Momento da transferência de Leilton para Mossoró. Veiculo de propriedade de Josenildo

Uma tentativa de homicídio foi registrada na manhã de dessa terá-feira (26), por volta das 08h, no centro da cidade de Assu, nas proximidades da Loja o Boticário. Dois taxistas teriam entrado em vias de fatos e após discussão foi deferido um disparo de arma de fogo.

Segundo testemunhas no local, os taxistas José Josenildo e Leilton Fernandes, iniciaram um bate-boca na Praça do Sal e começaram a brigar. Leilton, também conhecido como “Mororó”, armado de um canivete, deu uma cutilada na região torácica de Josenildo, tentando evadir-se do local em um Chevrolet Meriva. Contudo, foi obrigado a parar devido outros veículos estarem aguardando o semáforo abrir. Foi quando Josenildo aproximou-se em seu veiculo, outro Chevrolet Meriva, armado com um revolver e efetuou vários disparos contra Leilton.

Marcas dos tiros no para-brisa.
Canivete usado por Leilton na agressão
contra Joseilton
Ainda segundo informações, Josenildo abandonou seu veiculo e saiu correndo em direção incerta.  

Populares conduziram Leilton ao Hospital Regional, onde foram realizados os primeiros atendimentos. E em consequência dos ferimentos, foi necessária sua transferência para a cidade de Mossoró.

Policiais da RP foram acionados pelo COPOM. Chegando ao local foram informados pelo Bacharel Emerson Valente, que ali já se encontrava, quem seria o acusado e suas características.

Até o momento a policia não sabe o paradeiro de Josenildo, e pede para quem souber ligar para os números 190, 3331-6518 ou 3331-6596

Fonte: FORÇA TÁTICA ASSU

segunda-feira, 25 de março de 2013

Estacionamento em canteiro central é proibido


O estacionamento ao lado ou sobre o canteiro central é proibido (art.181 VIII do CTB), e não há necessidade da colocação de placas proibindo, pois sua sinalização não esta prevista no CTB (código de trânsito Brasileiro) para este tipo de infração. O que às vezes ocorre, é que havendo uma permissibilidade em um determinado trecho, o órgão de trânsito responsável pela via sinaliza, indicando que naquele local é permitido (trecho demarcado), mas é válida somente para o local demarcado.
A definição de canteiro central está no anexo I do CTB, definido como, obstáculo físico construído como separador de duas pistas de rolamento, eventualmente substituído por marcas viárias (canteiro fictício). Pode ser arborizado ou não, e pode estar localizado em ruas e avenidas. A distância de colocação da placa de proibido parar e estacionar ou a de proibido estacionar, também é desconhecido pela maioria das pessoas, mas a regra é que, em uma quadra de até sessenta metros, é inserida uma placa no meio dela valendo sua proibição, antes e depois de sua localização.
Para uma quadra com mais de 60m, coloca-se duas ou mais placas, onde se pretende proibir, com uma distância de no máximo 30m entre elas. A remoção do veículo não será aplicada nos casos de estacionamento em local proibido, se o condutor regularmente habilitado, solucionar a causa da remoção, desde que isso ocorra antes que a operação de remoção tenha sido iniciada. Este procedimento somente se aplica para o veículo devidamente licenciado e que esteja em condições de segurança para sua circulação (Manual Brasileiro de Fiscalização de Trânsito, volume I, resolução CONTRAN de n°371/10).
O agente de trânsito, no caso acima especifico, somente irá permitir a retirada do veículo ao condutor que estacionou em local proibido, antes do inicio da operação de remoção, se o condutor apresentar os documentos de porte obrigatório, em dia (CNH/Permissão para dirigir e CRLV/CLA), e se o veículo tiver em boas condições e não oferecer riscos aos demais usuários da via. Tal entendimento está pacificado no Manual Brasileiro de Fiscalização de trânsito em vigor.
Outra questão que alguns motoristas não entendem é a de que, ao cometer uma infração de trânsito, resta apenas ao agente, elaborar o auto de infração, comunicando o fato que visualizou a autoridade responsável pela via e não dispõe este, de meios para cancelar a notificação. Uma vez iniciada, não tem competência legal para efetuar seu cancelamento ou para orientar ou advertir o condutor infrator, pois este não é seu papel.
A advertência só poderá ser aplicada pela autoridade de trânsito, que analisará o recurso onde o condutor pedirá a autoridade, a transformação da multa em advertência e antes da notificação ser transformada em multa. Somente terá direito a advertência o condutor, cuja infração cometida for de natureza leve ou média e que não seja reincidente na mesma infração nos últimos 12 meses. Para tanto o prontuário do condutor, será analisado pela autoridade, que julgará se esta medida é mais educativa para o infrator.

PM recaptura foragido do CDP de parelhas na cidade de Caicó

Esse aí é Luciano Lourenço Nunes, natural de Santa Luzia-PB, ele estava foragido do CDP de Parelhas. O qual devia está cumprindo pena na referida unidade prisional pelo artigo 157 (assalto), este praticado em 2009, quando assaltou um caminhoneiro nas proximidades de Parelhas, sendo ele pego no mesmo dia, cumpriu pena, aproximadamente, um ano e meio em regime fechado, e cerca de um ano no semi aberto, depois desse período parou de comparecer ao CDP. 
 
Ontem o Trânsito e a Cavalaria estavam fazendo um blitz na passagem molhada do bairro Joao XXIII, por volta das 21h, e o mesmo vinha em um Peugeot 206 de cor prata, placa KKH-1201/Joao Pessoa-PB, o mesmo quando avistou a blitz deu ré e saiu, ai foi quando a CAVALARIA começou uma perseguição, e a cerca de 500 metros da blitz, os Policiais Cavaleiros conseguiram alcançar o veículo e deu ordem de parada, em seguida procedendo a abordagem, onde verificou-se a falta de documentos de identificação pessoal, por isso foi levado para a delegacia para averiguação, e lá foi constatado que ele era foragido do CDP de Parelhas. 
 
Na DP foi feito o precedimento e por volta das 23:30 o mesmo foi conduzido pela CAVALARIA para o CDP de Parelhas, aonde deverá cumprir o restante da pena, acrescida do agravante.

Fonte e foto: SD Juan

domingo, 24 de março de 2013

Multas de trânsito podem ser convertidas em advertência escrita?

O nosso Código de Trânsito prevê entre as penalidades a serem aplicadas pelo desrespeito as regras de trânsito, a advertência escrita que somente será utilizada se você requerer isso num recurso e atender as condições impostas pela lei.

Veja quais são essas condições:


1) É necessário que a infração cometida seja de natureza leve (3 pontos) ou média (4 pontos). Não se preocupe, você não terá que andar com o um Código a tiracolo para saber qual a natureza da infração porque na Notificação de Autuação ou de Penalidade já deverá constar se ela é gravíssima, grave, média ou leve. Se for grave ou gravíssima, esqueça a advertência!


2) A penalidade prevista para infração deve ser apenas de multa, ou seja, não cabe converter penalidade de apreensão de veículo, por exemplo, por advertência. Assim, se você for parado numa blitz e se recusar a entregar o seu documento de habilitação estará descumprindo a regra do artigo 238 do CTB que tem pena prevista de multa e apreensão de veículo. Nesse caso, você já sabe, esqueça a advertência!


3) O infrator não deve ser reincidente na mesma infração nos últimos 12 (doze) meses. Portanto, se você já tiver cometido essa mesma infração no período acima não conseguirá a conversão de penalidade.


4) A autoridade de trânsito deve considerar, diante do prontuário do infrator, a advertência como uma providência mais educativa do que a multa. A bem da verdade, atendidas as condições acima, 
provavelmente a autoridade de trânsito aplicará a advertência. A mudança para advertência é um direito do infrator que atender as condições da legislação e, pela sistemática estabelecida, não haverá aplicação de pontos na carteira. Pelo desconhecimento sobre o assunto, poucos cidadãos fazem valer esse direito e caberá a autoridade administrativa reconhecê-lo, mas, se assim não ocorrer, o cidadão ainda pode socorrer-se do Judiciário como melhor medida de justiça.

Fonte: O Povo online

sábado, 23 de março de 2013

Segundo a Deliberação 100/2010, publicada pelo Contran, que alterou a Res.277/08, os procedimentos para não ser multado em caso de transporte de crianças em veículos que não possuem cintos de três pontos no banco de trás são os seguintes:

- Quando o veículo for dotado originalmente (fabricado) de cintos de segurança subabdominais (dois pontos) nos bancos traseiros o transporte de criança com idade inferior a dez anos poderá ser realizado no banco dianteiro do veículo, com o uso do dispositivo de retenção adequado ao seu peso e altura.

- Excepcionalmente, as crianças com idade superior a quatro anos e inferior a sete anos e meio poderão ser transportadas utilizando cinto de segurança de dois pontos sem o dispositivo denominado 'assento de elevação', nos bancos traseiros, quando o veículo for dotado originalmente destes cintos.


O que isto quer dizer, é que você pode transportar o seu filho com cadeirinha, bebê conforto ou assento de elevação no banco da frente (com cinto de três pontos), ou no banco de trás, no caso de crianças de 4 a 7 anos e meio, sem o assento, apenas com o cinto de segurança do veículo. Se crianças menores dessa idade forem transportadas no banco de trás, elas deverão usar a cadeirinha ou o bebê conforto mesmo com o cinto de dois pontos.

Lembrando, essa é a maneira de não levar multa, mas infelizmente não é a maneira mais segura de transportar crianças em veículos automotores. Não há nenhum estudo no Brasil que garanta a eficiência do cinto de dois pontos em relação às cadeirinhas. 

sexta-feira, 22 de março de 2013

NORE prende homem por tentativa de suborno em Assu


Policiais do Núcleo de Operações Rodoviário Estadual (NORE) em fiscalização na cidade de Assu, prenderam na manhã desta sexta-feira (10), um cidadão acusado de corrupção ativa. O popular ofereceu R$ 20,00 para que a autuação fosse retirada.

Francisco Nazareno da Costa, o condutor do veículo, foi abordado pois encontrava-se com seu veiculo Voyage de placa LJG-9142, estacionado ao lado do canteiro central localizado na Rua Fernando Bustamante, no centro da cidade. Após consultas, veículo e condutor foram liberados pois ambos estavam em condições regulares.

Posteriormente Francisco retornou ao local da autuação, trazendo nas mãos o documento do veículo, e perguntando se não teria como retirar a multa, dizendo, “não tem como a gente se ajeitar”, o policial afirmou que não existia a possibilidade. Foi quando o condutor persistiu para ajeitar a situação, e entregou o documento do carro e dentro dele uma quantia em espécie de R$ 20,00. Ao ser perguntado pelo policial para que seria o dinheiro, Francisco disse que seria para ajeitar, para ele tomar um café.

Diante da tentativa de suborno, os policiais deram voz de prisão ao condutor, que foi levado a delegacia ond efoi preso em flagrante por corrupção ativa (Artigo 333 do Código Penal Brasileiro), além de ser autuado por estacionar ao lado de canteiro central.

Saiba quem tem desconto na hora de comprar um carro

Na hora de comprar um carro novo, pessoas com deficiências físicas ou doenças graves têm direito garantido por lei a alguns descontos sobre os impostos do veículo. O processo para provar a necessidade junto ao Detran e à Receita Federal é longo, o que faz com que as concessionárias não realizem muitas vendas de veículos adaptados a estas condições.

Os beneficiados são pessoas com deficiência física, HIV, câncer, portadoras de nanismo (menos de 1,5 metro de altura) e problemas cardíacos ou renais que provoquem limitações nos movimentos. Estas pessoas estão isentas do pagamento do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) - o que representa uma redução de 13% no valor inicial do carro - além de isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A regra também vale para quem tem filhos com necessidades especiais.

A aquisição de um carro pode dar uma melhor qualidade de vida e facilitar a ida ao médico, exames ou clínicas de tratamento. Para o assessor de articulação da Secretaria de Estado de Administração (Sead), Edmilson Silva, os benefícios são uma compensação para que as pessoas com deficiência possam adquirir um veículo. "Encontramos muita dificuldade nas calçadas, ruas. O carro é fundamental no deslocamento", afirma o assessor. Magno Everton é um exemplo: o funcionário público conseguiu pouco mais de R$ 8 mil em descontos. "O carro que eu comprei girava em torno de R$ 40 mil. Eu paguei R$ 31.800", explica.

Passo a passo


Para conseguir o desconto, o primeiro passo é marcar uma consulta com a junta médica do Detran, munido com o laudo do médico de acompanhamento da pessoa com deficiência. "Lá, quem não pode dirigir vai fazer um exame e pegar outro laudo, que sai dentro de 15 a 20 dias, em média. Com o laudo em mãos, a pessoa deve se dirigir à Receita Federal", explica a chefe de Teleatendimento do Detran-PE, Gláucia de Oliveira.

Na Receita Federal, o comprador vai se cadastrar como contribuinte especial. "Após entrar no site da Receita e preencher os documentos necessários, o laudo médico do Detran será analisado", enumera o delegado adjunto da Receita Federal, Paulo Lira. Se aprovado, o pedido de isenção e a documentação correta do contribuinte ficam prontos em cerca de quatro dias úteis.

O último passo é se dirigir à Secretaria da Fazenda, que vai analisar mais uma vez o pedido e conceder o benefício. Agora, é só escolher o carro novo e fazer o faturamento do veículo sem os impostos. "Ao todo, são cerca de três meses entre o Detran, Receita Federal e Secretaria da Fazenda", diz a supervisora de vendas de concessionária, Luciana Lima. Para agendar uma consulta na área médica do Detran e dar os primeiros passos para a aquisição dos benefícios, o telefone é o 3184.8147.

Fonte: Globo.com

quinta-feira, 21 de março de 2013

PM recupera moto furtada em Assu e apreende adolescente acusado do furto

Na tarde de hoje (21) por volta das 13h40, policiais da Força Tática conseguiram recuperar uma moto Tinta de placa MYU 7287, que teria sido furtada no dia 19 de março de 2013, no centro da cidade de Assu, mas precisamente de frente ao supermercado Stock Frios, pertencente a Carlos, um funcionário do supermercado.

Os policiais encontraram a moto abandonada em um beco próximo a rua João 23, no bairro São João em Assu.

A moto foi levada a delegacia de Assu, e poucos minutos depois durante um patrulhamento, os policiais da RP avistaram o menor de iniciais L.R.F.S., 17 anos, que ao avistar a viatura tentou se livrar de uma chave. Na abordagem o menor confessou ter sido o autor do furto da moto.

A motocicleta foi encontrada depenada, e ficará a disposição da equipe do delegado Dr. Emenson Valente, juntamente com o acusado, para dar início as investigações para encontrar as peças da moto, a quem vendeu e com quem ele cometeu mais um ato delituoso na cidade de Assu.

Vale salientar que este menor já participou de assaltos no posto Diniz de Assu e vários outros delitos na cidade, o ultimo teria sido um assalto no posto Diniz no dia 20 de janeiro do corrente ano.



Fonte: Focoelho.com
Excesso de velocidade, desobedecer o farol vermelho e dirigir enquanto se fala no celular são as faltas que mais rendem multas no trânsito brasileiro. Mas as atitudes das fotos abaixo também são consideradas infrações de trânsito e, portanto, mexem com seu bolso, além de acumular pontos na CNH. Algumas têm a ver com a civilidade de cada um: você sabia que passar por uma poça e molhar o pedestre é um ato digno de multa?

1º - JOGAR BITUCA (R$ 53,20)



2º - SEGUIR AMBULÂNCIA (R$ 127,69)



3º - NÃO USAR O LIMPADOR (R$ 127,69)



4º - ABAIXO DO PERMITIDO (R$ 83,13)  *



5º - BRAÇO PARA FORA (R$ 85,13)



6º - FALTA DE COMBUSTÍVEL (R$ 53,20)



7º - NÃO USAR SETA (R$ 127,69)



8º - ESPIRRAR ÁGUA (R$ 83,13)



9º - PAPEAR EM FILA DUPLA (R$ 53,20)



10º - SHOW DE MANOBRAS (R$ 191,54)



* O artigo 219 do CTB detalha:
Transitar com o veículo em velocidade inferior à metade da velocidade máxima estabelecida para a via, retardando ou obstruindo o trânsito, a menos que as condições de tráfego e meteorológicas não o permitam, salvo se estiver na faixa da direita: 

Infração – média – 4 pontos;
Penalidade – multa;
Competência: Município.

Dupla que assaltou o cantor Briola é presa pela Polícia Militar da Capital

A polícia identificou e prendeu os dois jovens que realizaram um assalto, nesta terça-feira (19), fazendo como vítima o cantor Briola e músicos da banda Ferro na Boneca. VICTOR RAMOM DE MEDEIROS ALBUQUERQUE, DE 22 ANOS, E SÉRGIO REIS DE OLIVEIRA PEREIRA, DE 25 ANOS, estavam armados e fizeram arrastão em frente a um estúdio musical, na Avenida Hermes da Fonseca.


Além dos músicos, o empresário Alexandre Tawfic também foi roubado na ação. Os criminosos levaram joias e dinheiro das vítimas, mas foram localizados por policiais da ROCAM (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), na cidade de Parnamirim.

Cada um deles estava portando um revólver calibre 38 e, além do arrastão aos músicos de Ferro na Boneca, a dupla foi até um escritório e também a uma loja de perfumes, onde tentaram realizar roubos, mas não conseguiram.

Victor Ramom e Sérgio Reis foram autuados em flagrante delito e, inclusive, foram reconhecidos por todas as vítimas. O cantor Briola, que é cearense e mora em Natal há cinco anos, estava no estúdio ensaiando as músicas que vão marcar seu retorno a banda Ferro na Boneca.

Fonte: Portal BO

Polícia Militar localiza carro tomado de assalto na tarde de hoje em Caicó

Das últimas informações chegadas ao nosso blog apontam que a Polícia Militar de Caicó localizou o veículo tipo Fiat Uno, de cor vermelha, pertencente ao crediarista Cearense Iran Bezerra de Araújo, 47 anos, residente em Juazeiro do Norte-Ce. imagens fortes.

Na versão Cícero Cláudio, funcionário de Iran, que também se encontrava no veículo, a dupla que agiu era muito violenta, e que a vítima fatal tentou correr quando fora abordada, e nisso foi alvejado com pelo menos cinco tiros, sendo que Cícero conseguiu fugir.

A vítima ainda revelou que ao ver seu patrão caído morto ao chão pediu socorro aos populares daquela localidade, mas todos se negavam a prestá-lo ajuda, e só com a chegada de uma pessoa que se identificou como policial foi que o socorro foi solicitado.   Fonte e foto: Jair Sampaio

quarta-feira, 20 de março de 2013

Motoristas devem ter autorização do Detran antes de modificar carros


Antes de fazer alguma alteração nos carros é necessário seguir as regras estabelecidas pelo Código Nacional de Trânsito. Quando as modificações são autorizadas, é preciso tomar alguns cuidados para não comprometer a segurança do veículo.

Não faltam opções para dar um toque pessoal no carro. Rebaixar a suspensão, colocar rodas de liga leve, instalar um som potente. É fácil encontrar os acessórios. 
  
Rodar em veículos alterados sem a documentação é uma infração grave. “Ele vai perder cinco pontos na carteira de habilitação, vai ter o carro apreendido e vai ser autuado, uma multa que hoje gira em torno de R$ 127”o.

Caso o veículo modificado seja apreendido antes de ter a autorização, ele só será liberado quando voltar à configuração que está no documento. Para mudar o documento quando a alteração é autorizada, o motorista precisa pagar uma taxa de R$ 148.

Veja o que é proibido mudar nos veículos

Carros

Sistemas de suspensão com regulagem de altura;
Substituição do chassi;
Alteração nos freios;
Alterar a potência do motor acima de 10%.

Motos

Rodas que ultrapassem os limites externos dos para-lamas;
Aumentar ou diminuir o diâmetro externo do conjunto do pneu;
Substituição do chassi;
Trocar o escapamento;
Instalar fonte luminosa de descarga de gás.

CRIANÇAS PODEM ANDAR NO BANCO DA FRENTE?

Não. Crianças com idade inferior a dez anos não podem andar no banco da frente. A maioria dos casos de mortes de crianças envolvidas em acidentes de trânsito revela que eram os que estavam no banco da frente. Contudo, as exceções desse artigo ainda serão regulamentadas pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito).

O que o DENATRAN recomenda é: " invista no futuro do seu filho: invista no banco de trás".



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares