domingo, 28 de abril de 2013

Por quê em alguns países se dirige pela esquerda?


A maioria dos países do mundo utiliza como convenção de trânsito a mão direita para tráfego de veículos. Podemos observar que países como Estados Unidos, França, Itália, Argentina e Brasil, como exemplos, adotam esta padronização de sinais de trânsito e sentidos de direção. Apesar de haverem convenções de trânsito, como a Convenção de Viena, de 1968, das Nações Unidas, para que haja uma similaridade de processos entre a maioria dos países, algumas nações não adotam esta padronização, como é o exemplo da Inglaterra e de todas as nações que sofreram sua influência colonial, como Austrália, países do Reino Unido, África do Sul e até a Índia.
 
O que muitos não sabem é que a “mão esquerda” é um costume mais antigo que o adotado atualmente e somente sofreu modificações para o formato atual em virtude de pressões políticas e culturais, fruto da rivalidade entre algumas nações. A origem da mão esquerda remonta aos tempos medievais quando a circulação de trânsito era realizada montada a cavalos e carruagens. Utilizava-se a mão esquerda, principalmente quando montado a cavalos, para que a mão direita, ou mão forte, estivesse livre para empunhar uma espada. Afinal, vivia-se um tempo de cavaleiros medievais e suas românticas armaduras de batalha.
 
Em meados de 1300, o papa Bonifácio VIII determinou que todos os peregrinos com destino a Roma deveriam manter o lado esquerda das vias, com objetivo de disciplinar e organizar o fluxo de trânsito até a cidade eterna. No século XVIII, Napoleão Bonaparte resolveu inverter tudo. Acredita-se que o motivo para esta inversão se refere ao fato do líder francês ser canhoto. Outros motivos relevantes podem ter sido a facilidade de identificação das tropas inimigas à distância e a rivalidade com o Império Britânico, a maior potência militar da época. As nações dominadas pelo poderio francês aderiram ao novo modelo de trânsito, entretanto, a Inglaterra permaneceu fiel ao sistema medieval.
 
A partir desta época a rivalidade política e cultural foi o fator determinante para a adoção de diferentes formatos de tráfego. Os Estados Unidos, antiga colônia britânica, adotaram o modelo francês com objetivo de desfazer qualquer laço cultural ou político com o colonizador. Com o tempo, a forte influência americana na economia mundial consolidou a mão direita como padrão oficial na maioria dos países do planeta. No Brasil, a circulação pelo lado direito é realizada desde 1928. Antes desta data, alguns estados chegaram a adotar a circulação pela esquerda. Podemos dizer que, em virtude de influências culturais, políticas e suas rivalidades históricas, existem atualmente duas mãos de direção distintas: a mão francesa, com sentido de circulação pelo lado direito e a mão inglesa, com sentido inverso, pelo lado esquerdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares