quarta-feira, 17 de abril de 2013

Rodízio de pneus evita gastos desnecessários

Muita gente já ouviu falar no rodízio de pneus, que serve para equalizar o desgaste e aproveitar melhor a vida útil de cada um deles. Indicado para cada 10 mil km, o revezamento de pneus pode variar de acordo com o tipo de uso: quando se roda em trechos sinuosos, de curvas fechadas, que exigem freadas bruscas, o desgaste pode ser maior, o que pode exigir que o rodízio seja feito antes da quilometragem indicada.

O desgaste maior é sempre no eixo de tração do veículo. Por isso, na maioria dos carros brasileiros, os pneus dianteiros têm sua vida útil até três vezes menor que os dianteiros. A falta de rodízio pode gerar desencadear gastos maiores. “Desgaste irregular da banda dos pneus, redução da vida útil dos mesmos, alterações no consumo de combustível, avarias no sistema de suspensão, são alguns dos gastos prematuros que podem pegar de surpresa o consumidor”, explica Hélio Aveiro, vice-presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Distrito Federal – SINCODIV/DF.

O rodízio equaliza os gastos dos pneus, mas não corrige deformações causadas por faltas de manutenção. Caso as rodas estejam mal alinhadas e balanceadas, ou prejudicadas por ângulos de cáster e cambagem errados, em pouco tempo a banda de rodagem dos pneus apresentará desgaste irregular. Os veículos se comportam melhor com pneus desgastados uniformemente. “É extremamente importante manter os pneus sempre alinhados e balanceados. Isso interfere diretamente no comportamento dinâmico do veículo, diminuindo a chance de acidentes”, explica Aveiro.

A maneira correta de realizar o rodízio de pneus é trocando os pneus dianteiros pelos traseiros sem alterar o lado de rodagem. O pneu dianteiro esquerdo troca de lugar com o traseiro esquerdo e no lado direito a mesma coisa. Quando o estepe entra no jogo, ele deverá entrar no lugar de um pneu da frente. Caso seja colocado no lado esquerdo, o pneu que estava na dianteira do lado esquerdo passa para a traseira e o pneu que estava na traseira assume o papel de reserva. Nos veículos com tração integral, indica-se fazer o rodízio em “x”.

Confira dicas para aproveitar melhor a vida útil de seus pneus:

• Calibrar os pneus uma vez por semana, conforme nível indicado no manual do proprietário.
• Serviços de alinhamento, balanceamento, cáster e cambagem contribuem para o gasto uniforme da banda dos pneus.
• Evite rodar com pneus que tenham bolhas.
• Caso compre apenas um par de pneus novos, instale-os no eixo traseiro.

Fonte:
Incorporativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares